LULA E OS PRÊMIOS INTERNACIONAIS

Este texto foi enviado ao Blog do Bourdoukan por um leitor e acho que vale bastante a pena reproduzir aqui para todos aqueles que ainda acreditam e vivem a repetir que o Lula não passa de um bêbado, analfabeto, sem valor. Será que todos esses institutos e órgãos que o premiaram estão loucos?


Trajetória recente dos prêmios e reconhecimentos internacionais de Lula
Em 2007 o presidente Lula recebeu o Prêmio Nehru. Em 2008 recebeu em Paris o Prêmio Félix Houphouët, oferecido pela UNESCO; ao menos um terço dos vencedores anteriores ganhou depois o Prêmio Nobel da Paz".
No mesmo ano foi à Espanha receber o 1º. Prêmio Internacional Dom Quixote de La Mancha.
Em 2009, recebeu em Paris o 1º World Telecommunication and Information Society Award;
Em 2009, em Londres, recebeu o Prêmio Chatham House 2009 por sua atuação na América Latina;
Em 2009, em Nova York recebeu o Prêmio Woodrow Wilson for Public Service.
Em 2009, recebeu, em solenidade na sede da Organização das Nações Unidas, o Prêmio Sucesso Internacional.
Em Roma, durante a Cúpula Mundial da Alimentação das Nações Unidas recebeu o Prêmio Contra a Fome, da ActionAid, e um par de luvas de boxe pelo sucesso na luta contra a fome no Brasil.
Neste 2010 recebeu o prêmio de Estadista Global, inédito no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça.
 Justificativa: Lula foi eleito para o prêmio por ser um líder político que usou o mandato para melhorar o mundo. Detalhe: foi a primeira vez que o Fórum concedeu um prêmio, em 40 anos de existência.
Em 10 de maio deste ano, em Brasília, o diretor-geral do Programa Mundial de Alimentação da ONU entregou a Lula o prêmio de Campeão Mundial da Luta contra a Fome.
Em sua edição de 23/9/2009, a revista americana Newsweek afirmou ser Lula "o político mais popular do mundo" e que ele era nada menos que a maior estrela da 64ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York. "As câmeras podem focar na personificação do americano descolado, Barack Obama, ou nos autocratas exibicionistas e despeitados como o iraniano Mahmoud Ahmadinejad e o venezuelano Hugo Chávez, mas a maior estrela disponível será o duro, barbado e ex-torneiro mecânico", diz o texto.
"É um longo caminho do faminto Nordeste do Brasil para a sala da Assembleia Geral das Nações Unidas, mas o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, conhece cada passo desse caminho", afirmou a Newsweek, completando que o presidente "é considerado agora o líder de uma potência regional e um porta-voz autodesignado para as nações emergentes de todo o mundo".

Em sua edição de 29/4/2010 a Time, revista semanal de maior circulação no mundo, elegeu Lula o líder mais influente do planeta.



Escrito por Roger às 09h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




NÃO CONFIÁVEL

A mídia brasileira, controlada pelas agências internacionais, tenta jogar água na negociação sobre a crise energética que Brasil e Turquia conseguiram realizar com o Irã. Os EUA acusam o Brasil de ingênuo e o Irã de não confiável. I wonder: quem será que eles consideram confiáveis nessa questão? Eles mesmos? Israel?

Entendo que para o governo estadunidense deve ser complicado mesmo perder o controle sobre o seu quintal, afinal de contas, o Brasil, até pouco tempo atrás, não passava de marionete na mão dos sucessivos governos estadunidenses. Na cabeça deles deve passar algo mais ou menos assim: "como é que pode esse bando de subdesenvolvidos (Brasil, Turquia e Irã) decidirem os seus próprios destinos assim, à revelia daquilo que nós queremos? NÃO!!!!!

De mais a mais, não confiáveis são os Estados Unidos da América. Qual foi o único país a despejar bombas atômicas sobre civis? Terá sido o Irã? Qual foi o país que invadiu o Iraque alegando que seus governantes detinham arsenais de armas de destruição em massa? Terá sido o Irã? Quem é que deu suporte financeiro ao Iraque e a grupos terroristas para defender seus interesses no Oriente Médio durante a Guerra Irã x Iraque? Quem forneceu as armas químicas utilizadas por Saddam em sua limpeza étnica contra os curdos? Quem financiou governos ditadoriais na América Central e do Sul, derrubando governos democraticamente eleito e assassinando presidentes como Salvador Allende? Quem financia e controla o narcotráfico na Colômbia? Quem está no Afeganistão para, dentre outras coisas, controlar as plantações de papoula?

Com base nesse histórico sujo, eu desconfio é dos Estados Unidos e dessa mídia hipócrita que, paga por esse governo, acaba (des)informando o público que eles mesmos consideram um bando de Homer Simpsons.



Escrito por Roger às 15h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Casa Grande & Senzala por G.Bourdoukan

Eu ia escrever algo sobre o acordo diplomático conseguido por Brasil e Turquia junto com o Irã, mas achei que o Georges Bourdoukan mandou muito melhor do que minhas melhores tentativas. Então, vou aqui reproduzir o post que ele publicou no blog dele no dia 19/05/2010 sobre o assunto.

Acabou o tempo da Casa Grande, o Brasil ja não é mais uma senzala
por Georges Bourdoukan (http://blogdobourdoukan.blogspot.com/)

Aconteceu o que já era esperado.
Começou o bombardeio contra o acordo assinado entre o Brasil, Turquia e o Irã.
Não se podia esperar outra coisa dos Estados Unidos.
Desde o início eles fustigaram a diplomacia brasileira.
Acostumados com chanceleres que tinham por hábito tirar os sapatos por ordem de funcionários alfandegários de quinto escalão, não podiam se conformar com a altivez do Sr. Celso Amorim e grandeza do presidente Lula.
O recado desses dois brasileiros era claro, claríssimo.
Acabou o tempo da Casa Grande.
O Brasil já não é mais uma senzala.
A arrogância dos Estados Unidos passou dos limites, a ponto de inúmeros jornais do mundo, como o britânico Guardian afirmar que a atitude dos Estados Unidos “É um tapa na diplomacia dos emergentes”.
E o Fígaro Frances afirmar que as grandes potencias não gostaram nada de “não serem consultadas” .
E olha que os dois jornais são conservadores. Diria reacionários.
A verdade é que Brasil e Turquia, ao conseguirem o acordo, simplesmente mostraram a inutilidade do Conselho de Segurança da ONU, cujos cinco membros estavam acostumados a determinar os rumos da humanidade, mas jamais a busca pela paz.
Resta agora esperar para ver até onde vai a arrogância dos antigos donos do mundo.
Com certeza, farão tudo para rasgar o acordo e buscar uma saída pela guerra.
Afinal, não foi para isso que o senhor Obama ganhou o prêmio Nobel da paz?
Que o digam os torturados em Guantánamo.
Que o digam os torturados em Abu-Ghraib.
Que o digam os torturados em Bagram.
Pobre humanidade...


Escrito por Roger às 15h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


UOL
 
Locations of visitors to this page
Blogs Interessantes:
  Registro Dissonante
  Blog do Bourdoukan
  Peixe Seco
Histórico